• Notícias
  • Vereadores e outras autoridades discutem segurança pública
Vereadores e outras autoridades discutem segurança pública
Publicado em: 26/08/2021 ás 12:24:00 Autor: Alvizio Jesus Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Pouco antes da Sessão Ordinária do dia 16 de agosto de 2021, os Vereadores Oséias Ferreira, Vicnícius do Carmo, Cláudia de Oliveira, André Rosa, Josimar de Oliveira, Mandela, Ricardo Junqueira, Isamara Ramos e Aguinaldo da Silva reuniram-se com autoridades e membros da força policial para debate e discussão da segurança pública do município.

O Tenente Coronel Dulcézio BARROS Oliveira - Comandante do 17º Batalhão de Polícia Militar do Estado de Mato Grosso, o Segundo Tenente Geovane Máximo Lacerda - Comandante da Terceira Companhia, juntamente com Nilva Suely Baca e Rosendo Martins Teixeira Neto – respectivamente, Presidente e Secretário do CONSEG (Conselho Comunitário de Segurança Pública) de Porto Esperidião, expuseram a necessidade de recuperação das câmeras de monitoramento para combate às ações de criminosos que usam o município como rota de comercialização de produtos com origens delituosas.

Ficou acordado a autorização para o firmamento de Termo de Convênio entre a Prefeitura Municipal de Porto Esperidião, a Polícia Militar e CONSEG para recuperação e manutenção das 11 unidades de câmeras de monitoramento espalhadas por pontos estratégicos na sede do município será pauta em Sessão Extraordinária na maior brevidade possível.

O Termo de Convênio tem como finalidade compartilhar obrigações e despesas para manutenção das câmeras de videomonitoramento na cidade de Porto Esperidião, o qual atualmente é operado pelo Grupo Especial de Fronteira da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso – GEFRON e ainda o compartilhamento de acesso das referidas câmeras aos demais órgãos de segurança pública.

Os Vereadores, após estudos analíticos da proposta, se prontificaram a aprovar o Projeto de Lei versando sobre o termo de cooperação técnica que ora se encontra na Casa de Leis para tramitação, tendo em vista as enormes vantagens para as forças policiais e comunidade no combate ao crime.

Redação: Alvizio Jesus

Notícias relacionadas